Centro Cultural Lusófono

A página dos sócios do CCL

Foi inaugurada a nossa exposição fotográfica na Ranilla

Na passada sexta-feira 5 de fevereiro inaugurámos a nossa última exposição de fotografia no Centro Cívico La Ranilla (que agora tem um novo nome: Centro Cívico Sindicalistas Soto, Saborido y Acosta) em Nervión, Sevilla.

DSCN9966

A exposição tem duas partes: o trabalho de Concha Romero e Pepe Roldán sobre o presente e o passado da cidade de Olhão, chamado “Maresia” ou “El Aroma de la Sal”, com 25 belas imagens que mostram o passo do tempo, a natureza, as cores e as atividades desta interessante e desconhecida cidade,

DSC_0071

e uma selecção de obras premiadas, finalistas e fora-de-concurso nos rallys e concursos fotográficos organizados pelo CCL em 2006, 2009 e 2012, com fotos de Carlos Lechuga, Concha Romero, Cristina Garmendia, Eugenia Sirgo, Isabel Díaz-Regañón, Mar Ruiz, Marta García Asenjo, Pau, Pepe Roldán e Pino Campo, que mostram lugares como Alcoutim, Tavira, Lisboa e Brasil (esta que aparece aqui é “Camino sonámbulo” de Mar Ruiz, primeiro prémio no nosso primeiro concurso, “Foto Ilusa I”, há quase 10 anos…)

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A inauguração correu muito bem, com a assistência de mais de 50 pessoas (sócios do CCL, amigos e pessoas interessadas na fotografia),

DSCN9957

com três projeções baseadas nas fotos do Pepe e da Concha e, como sempre, uma boa seleção de vinhos portugueses, porque sempre é bom complementar o sentido da visão com o sentido do paladar.

DSCN9972

Publicaremos mais fotos das obras expostas e do ambente da inauguração na página do Centro Cultural Lusófono em facebook.

DSCN9960

(aqui, alguns membros da Junta Diretiva…)

Fevereiro 9, 2016 Posted by | Actividades do CCL, Exposições | Deixe um comentário

Conferencia: Portugal, España y los Sefarditas

Portugal, España y los sefarditas: Un recorrido histórico por nuestro pasado común en una conferencia magistral del escritor portugués Fernando Cabrita, que tuvimos la oportunidad de disfrutar en el Pabellón de Portugal en Sevilla el pasado sábado 23 de enero.

IMG_7351

Con su sensibilidad de poeta y su intensa labor de investigación, F. Cabrita nos recuerda cómo la intolerancia, la persecución, el exilio y la muerte causada por grupos que ostentan el poder a víctimas de distinta creencia o ideología por desgracia están presentes en prácticamente todas las civilizaciones durante alguna fase de su historia. Pero trágicamente para ellos, son los judíos de todo el mundo los que más han sufrido estas penalidades en muy distintas  épocas y de manera recurrente. Seguidamente centra su conferencia entre los sefarditas, judíos habitantes de la Península Ibérica desde la dominación romana hasta su expulsión o conversión en el siglo XV y su posterior dispersión por múltiples países, donde en algunos de ellos serán nuevamente perseguidos. Pero también nos enseña que  no todo es desolación: en épocas de tolerancia la población judía logra integrarse entre los pueblos que los acogen, enriqueciendo los conocimientos científicos, jurídicos, filosóficos o de otras materias de su tiempo. Muchos de ellos, como Maimónides, han sido destacadas figuras en alguna de las facetas mencionadas. Por otra parte hubo personas destacadas de otras creencias, como Aristides de Sousa Mendes y de Angel Pulido, que  los defendieron en momentos difíciles. Nos transmite Cabrita que no le interesa divulgar la historia de los judíos por sus creencias -que no coinciden con las propias del escritor- sino por la inmensa cantidad de víctimas inocentes entre su población que dejó el fanatismo a lo largo de la Historia.

12644862_1674594416162132_1448940900719197318_n

 Una vez lejos de la península, el sueño del regreso a la mítica e idealizada Sefarad, plasmado en la llave de la casa abandonada que se transmite de generación en generación hasta nuestros días, se ha mantenido vivo. Esa constancia ha sido premiada recientemente con la concesión de la nacionalidad española o portuguesa a todos los sefardíes que lo soliciten y puedan demostrar el origen de sus ascendientes.

llave 3 - copia

Como dice F. Cabrita, la  historia de los sefarditas es nuestra propia  historia, pues tanto los portugueses como los españoles de hoy llevamos en nuestros genes y en nuestra cultura una auténtica mezcla heredada de todos los pueblos que nos precedieron.

IMG_7355

Tras la conferencia, se dio paso a la interpretación musical de Iman Kandoussi y Juan Manuel Rubio, con un repertorio de varias canciones sefardíes entremezcladas o fusionadas con música andalusí y de varios países a orillas del mediterráneo. Los bellos poemas seleccionados junto con la cautivadora voz de Iman y el hábil manejo de diferentes instrumentos como el santur o el laúd de Juan Manuel, nos transportaron a otras épocas de florecimiento científico y cultural y nos hizo sentir la esencia de ese otro lenguaje antiguo y universal que es la música. Un hermoso y aplaudido cierre de actividad.

Nueva imagen

Escrito por José Manuel Ayllón, del Centro Cultural Lusófono.

Fotos: Rosario Solano (conferencia y músicos), Alfonso Romera Piñero (público), Eugenia Amoedo (dignatarios)

Janeiro 25, 2016 Posted by | Actividades do CCL, Cultura, Musica | Deixe um comentário

LOS SEFARDITAS – conferencia y concierto

cartel conferencia (1)

Janeiro 11, 2016 Posted by | Actividades do CCL, Cultura, Musica | Deixe um comentário

Fotos da inauguração da nossa exposição

Pepe Roldán e Concha Romero: “Maresia” (“El aroma de la sal”).

Estará patente até a sexta-feira 25 de setembro.

DSCN9267 DSCN9269 DSCN9270 DSCN9272 DSCN9273 DSCN9274 DSCN9280

Horário de visitas: de 9.00 a 21.00, excepto as seguintes horas: quarta (miérc) 23 a partir das 19h, quinta (jueves) 24 de 9.30 a 13.30 e sexta (viernes) 25  de 9.00 a 15.00, quando não se poderá ver porque há actividades na sala.

A inauguração correu ótimamente!

Setembro 20, 2015 Posted by | Actividades do CCL, Exposições | Deixe um comentário

Inauguramos a exposição Maresia na Buhaira, quarta-feira 16/9

“El aroma de la sal / Maresia” é uma exposição de fotografias de Concha Romero e Pepe Roldán, organizada pelo Centro Cultural Lusófono com a colaboração de Participación Ciudadana/Coordinación de Distritos La Buhaira.

_DSC0275

A inauguração será na quarta-feira, 16 setembro, às 20.00h, e haverá duas projeções, “Olhão DestrucciónConstrucción” e “Nada dura para siempre”, com imagens, poesia e música. A primeira projeção é sobre a passagem do tempo sobre as casas do Bairro da Barreta e a segunda é sobre o graffiti… portanto reflete os grandes contrastes que há nesta cidade única em Portugal.

_DSC0030

“Casas anegadas por el mar, amargadas por la sal, despeinadas por el viento…”

Olhão é conhecida como a “Cidade Cubista” devido à forma das humildes casas dos seus pescadores e à intricada rede de ruazinhas que a constituem. As fotografias de Pepe e Concha, acompanhadas por pequenos textos escritos por Pau, mostram a beleza oculta que habita sob a superfície desta surpreendente localidade.

“La blusa blanca de la luz, la camisa azul del cielo…”

_DSC0029

A exposição estará patente de 16 a 26 de setembro na sala de exposições do Centro Cívico La Buhaira, Av. de la Buhaira s/n, Sevilla. Não percam a oportunidad de ver estas belas fotografias de Concha e Pepe, que já receberam prémios nos concursos de fotografia do CCL.

Setembro 12, 2015 Posted by | Actividades do CCL, Cultura, Exposições | Deixe um comentário

Apresentação do nosso livrinho, Boca a Boca

“Boca a Boca: as nossas dicas para comer bem em Portugal” é o título de um pequeno livro de bolso criado e desenhado pelo CCL para oferecer aos nossos sócios.

Portada pdf cortado a tamano PAU

Os mesmos sócios recomendaram um total de 82 restaurantes que formam un percurso gastronómico por Portugal inteiro, desde Vila Real de Santo António até Vila Nova de Cerveira e até Horta na ilha de Faial nos Açores.

Ene10 048

Baratos, normais, caros (mas que valem a pena), há lugares muito variados, desde os mais simples e familiares com pratos de comida caseira por 6€ até estabelecimentos elegantes com vistas deslumbrantes onde se podem comer as criações mais inspiradas dos melhores chefes.

Jaime da Praia MGordo

A apresentação foi na sexta-feira no Café Bar Microteatro em Sevilha. Com adivinhas, cervejinhas, tapas, foi muito divertido e também um bom pretexto para uma despedida dos amigos do CCL antes do verão.

11666267_10154033799313012_7325655221794714712_n

A beleza do boca a boca é que todos ajudamos os outros a comer bem e a solucionar esse problema eterno de “onde comemos em Portugal?”, e agora nas nossas viagens no país vizinho com este livrinho no bolso… o problema já não existe!

DSCN8977

Agradecemos todos os que contribuíram com as suas recomendações, fazendo possível este livrinho tão pessoal e tão nosso.

DSCN8980

No próximo post deixaremos aqui algumas das recomendações.

DSCN8981

Julho 6, 2015 Posted by | Actividades do CCL | | Deixe um comentário

Descrever o nosso “Café Lusófono”

 

DSCN8970a

 

Desde o mês de abril nós temos aulas de conversa (nível médio e avançado, para os sócios do CCL) nas segundas-feiras no “Café Lusófono”, com a nossa professora Paula no Bar Cata 50 na Av. República Argentina…

DSCN8279

 

As aulas já chegaram ao seu fim, e na última, a de 29 junho, festejámos o fim das aulas da melhor maneira: com uma aula (!)… e depois com um brinde, e com mais conversa, e com diversão, e com tapas….

DSCN8972

 

Também participámos numa atividade diferente para concluir as aulas: cada aluno escreveu uma frase para resumir e opinar sobre as aulas no Café.

DSCN8968

 

Eis aqui o nosso resumo: Uma boa tertúlia portuguesa, em torno duma mesa / Conversa diversa na aula da Paula / A melhor opção para as segundas-feiras. Boa companhia, cafezinho e conversa / Aprender português para regressar às origens / Uma boa desculpa pra não esquecer o português / Em nossas aulas do Café Lusófono falamos das nossas realidades em português / Aprende português e torna alegre as segundas / Umas conversas amenas, frutíferas e sempre divertidas que nos aproximam de Portugal… / Conversa entre amigos, a beber um café: a maneira mais gira de aprender português / As aulas foram magníficas, a conversa ainda melhor, um segundo ano seria… prazenteiro e encantador / Falar pelos cotovelos!

DSCN8919

 

Temos a intenção de continuar com esta iniciativa depois do verão. Talvez haja algumas vagas para não-sócios desta vez. Informaremos!

Julho 1, 2015 Posted by | Actividades do CCL, Estudar português | 1 Comentário

Sorteio de bilhetes de teatro em português

Há um ciclo de teatro em português (com peças de várias companhias portuguesas) na sala La Fundición no mês de Abril, e nós vamos sortear 8 bilhetes para 2 peças diferentes entre os sócios do CCL. Nos próximos dias avisaremos e poderão inscrever-se!

CARTEL I CICLO TEATRO PORTUGUÉS_BR

Março 28, 2015 Posted by | Actividades do CCL, Cultura, Teatro no CCL | 1 Comentário

Café Lusófono

Já começámos…

DSC_0121

Ontem…

DSCN8274

O nosso Café Lusófono…

DSCN8279

Aulas de português para os sócios do Centro Cultural Lusófono, nível intermédio-avançado, com a professora Paula Oliveira e no aconchegante ambiente dum Café em Los Remedios, Sevilha, onde ajuda a nossa conversa um fluxo constante de cafés, cervejas e outras bebidas…

DSCN8280

A iniciativa teve sucesso: 18 alunos assistiram ontem. Ficámos contentes. Vão ser 3 meses, 1 aula por semana.

(Fotos: Carmen P e Pau).

Março 17, 2015 Posted by | Actividades do CCL, Estudar português | Deixe um comentário

CAMINHAR “À MINHA MANEIRA”

DSCN5815-jantar Tavira

O fim de semana passado um grupo do CCL e amigos fomos caminhar, de Tavira a Fuzeta, à maneira da organizadora Pau (“Portugal en un millón de pasos”). Ou seja, cada um ao seu estilo, bom tempo, diversão, bons hotéis, a paragem do Sumol e uma boa cerveja ao chegar.

DSCN5835

No sábado de manhã deixámos o hotel Vila Galé Tavira e encaminhámo-nos para Santa Luzia, a primeira paragem, pela Ecovia que liga os dois lugares.

DSCN5838

Graças ao nosso companheiro Jesús, tivemos sempre um carro de apoio… e com água fresquinha!

DSCN5841

Depois de Santa Luzia, foi caminhar pela estrada da ria até Pedras d’El-Rei. Lá há um comboiozinho que leva as pessoas a uma praia… mas… contrariando as expectativas…. ninguém nos abandonou nesse momento!

DSCN5848

De Pedras d’El-Rei até Luz, também por caminhos e pequenas estradas, aldeias, vinhas…

DSCN5851

… e de Luz ao Livramento, através dos campos…

IMG_0925

A chegada ao Livramento…

DSC07268 de José Luis

… um bom momento para as amigas fazerem alongamentos musculares!

DSCN5865 Paragem Sumol com a Cris

E depois do Livramento e duma encosta íngreme, um bar! Um bar onde fizemos a Paragem do Sumol, que é muito importante numa caminhada deste tipo. Muitos dos caminhantes acharam que era já a hora da cerveja… mas não era!

DSCN5866

Uma família feliz…

DSCN5876

O trecho final foi até a Fuzeta…

DSCN5877

Através das salinas, um caminho interessante e original, embora a maioria dos pássaros tivessem voado nesse dia.

DSCN5881

A montanha de sal: para uma sessão de fotos com modelo é muito bom lugar.IMG_0966 Cris, llegada

A Carmen e eu, as primeiras em chegar à Fuzeta!

DSCN5887

Um almoço muito divertido e um merecido descanso.

DSCN5888

E o domingo a caminhar novamente, desta vez até Moncarapacho!

IMG_1041

Na chegada a Moncarapacho.

DSCN5897

E depois, à tarde, deu tempo de dar um passeio pela praia de ria da Fuzeta.

(Fotos: Pau, José Luis, Cris)

Maio 27, 2014 Posted by | Actividades do CCL, Viagens, Viagens do CCL | 1 Comentário